UNIPEC ELIMINA EQUIPA DA SUPERLIGA E ALCANÇA QUARTOS-DE-FINAL DA TAÇA!

 

TAÇA DE LISBOA

 

Rapazes do O.T.O 1-3 New Team – Estrelas da Amadora

NEW TEAM RESOLVE ENCONTRO DIFICIL NA 2ª PARTE!

No primeiro jogo entre estas duas equipas, existia uma grande dúvida no resultado, pois apesar da excelente época que a New Team tem vindo a fazer esta época, o mesmo se poderia dizer dos Rapazes do OTO que na sua época de estreia ainda não tinham perdido qualquer jogo. Começaram mesmo melhor os Rapazes do OTO que abrem o marcador por Ricardo Pereira aos 7 minutos e isso manteve-os motivados para se baterem contra uma equipa forte, que mais cedo ou mais cedo poderia surpreender e chegar ao golo. Esse golo surgiu mesmo aos 18 minutos, empatando Hugo Ramalho a partida para a New Team, num remate forte a cerca de 15 metros da baliza, que surpreendeu mesmo tudo e todos. Ao intervalo: 1-1. Inicio de 2ª parte igual ao rumo da 1ª, com os Rapazes do OTO com alguma ligeira superioridade com bola nos pés e a New Team à espera dos melhores momentos para arriscar no ataque, beneficiando este jogo a equipa da New Team que contra a corrente do jogo marca por duas vezes em 3 minutos (aos 37 aos 39 minutos), fazendo Diogo Fernandes o 2-1 e não tendo os Rapazes do OTO a sorte do seu lado neste dia, ainda fazem de auto-golo o 3-1. Até final, nada mais a apontar, passando assim a New Team para os Quartos-de-Final da principal Taça de Lisboa.

 

AMBCV 5-2 Mamas FC

AMBCV ELIMINA ADVERSÁRIO COMPLICADO E AVANÇA PARA OS QUARTOS-DE-FINAL!

Novo jogo entre dois adversários que se conhecem cada vez melhor, tendo já no jogo que realizaram esta época, levado a melhor a equipa do AMBCV. Querendo assim voltar a vencer esta partida, abrem o marcador logo aos 4 minutos num grande golo de Hugo Lopes, o pequeno mas irrequieto Daniel Amorim, sempre um pesadelo para o seu adversário, ainda empatou aos 9 minutos, mas Hugo Lopes novamente aos 11 minutos voltaria a colocar o AMBCV em vantagem. Mamas FC não querendo deixar fugir o seu adversário voltaria a marcar aos 17 minutos, fazendo Sandro Sousa um novo empate que mantinha a esperança desta equipa viva para passar à fase seguinte da competição. Ao intervalo: 2-2. Inicio de 2ª parte forte do AMBCV, voltam à vantagem logo aos 27 minutos por Rafael Delgado e até final, fazendo uma melhor gestão do jogo não mais voltaram a sofrer golos do seu adversário e tiveram nos pés de Armando Gomes os golos que fecharam a partido num 5-2, aos 41 e 43 minutos.

 

Pornmouth 3-6 Unipec FC

UNIPEC PUXA DOS GALÕES NO 2º TEMPO E CONTROLA SEM DIFICULDADE!

A Unipec entrou melhor na partida e aos 6 minutos em lance individual, César Pinto driblou à entrada da área e disparou com o pé menos forte para o fundo das redes. O Pornmouth reagiu de imediato mas o guarda-redes, Fernando Soares, evitou o empate. A Unipec controlava a partida e viu a bola ser cortada em cima da linha de golo mas pouco depois,de fora da área Luís Ramos dilatou para 0-2. O Pornmouth aproveitou o relaxamento da Unipec e deu boa resposta, aos 18 minutos em contra-ataque reduziram para 1-2 e num pontapé de penálti, Pedro Lopes fechou as contas já perto do intervalo. Na 2ª parte a Unipec entrou decidida a resolver a eliminatória, aos 28 minutos numa triangulação bem desenhada fizeram 2-3, pouco depois mais um penálti que Marco Oliveira não desperdiçou e aos 36 minutos Fernando Almeida fez o bis (2-5). O Pornmouth tentou discutir o jogo, criando perigo diversas vezes, mas Fernando Soares foi soberano e evitou o golo certo mais que uma vez. Aos 45 minutos Fernando Almeida completou hat-trick em boa jogada individual e a fechar as contas Francisco Ferreira reduziu para 3-6.

 

Bonde Sem Freio 11-1 Real Lisbon FC

REAL LISBON FC RESISTE APENAS NA 1ª PARTE!

O Bonde entrou decidido na partida e Giovani abriu o marcador no minuto inicial do encontro mas o Real Lisbon não ficou sem dar resposta e aos 7 minutos Hugo Santos repôs a igualdade após recuperação de bola em zona adiantada. Não durou muito tempo pois no minuto seguinte o Bonde voltou a pressionar e chegou ao golo num remate colocado fora da área de André Martins. O ritmo da partida abrandou e só à passagem do minuto 15 surgiram lances perto das balizas, um para cada lado mas sem sucesso. Pouco depois, Giovani e Wallace combinaram bem mas o guardião opôs-se a bom nível, e logo a seguir o Bonde voltou a desperdiçar após jogada coletiva bem construída. Intervalo: 2-1. No 2º tempo o Bonde sem Freio não deu quaisquer hipóteses ao Real Lisbon de disputar o encontro, com Giovani em destaque ao marcar dois golos logo no início, aos 30 e 33 minutos. Aos 36 minutos Evenilton dilatou a diferença com um remate à entrada da área e aos 40, o Bonde retirou por completo as esperanças ao Real Lisbon após boa triangulação (7-1). Até final, já sem resposta do Real Lisbon, o Bonde não teve problemas em fazer mais 4 golos.

 

T.B.V Brooklyn 9-1 100 Nome

VITÓRIA EXPRESSIVA DO TBV BROOKLYN!

Apesar de Brooklyn ter começado o jogo com apenas 6 jogadores, esteve sempre por cima do jogo. Aos 11 minutos já vencia por 2-0, o primeiro por Hugo Pinheiro de grande penalidade e o segundo surgiu através de uma jogada individual por parte de Feliciano Gomes. 100 Nome a aproveitar uma perda de bola no meio-campo e reduz para 2-1 por Marcelo Leitão. Antes do intervalo Brooklyn a ampliar a vantagem para 4-1 novamente por Feliciano Gomes e por Domingos Gomes. Na segunda metade T.B.V Brooklyn continuou com o seu domínio e amplia a vantagem para 9-1 com bis de Frederico Neto e de Patrício Gaúcho e novamente Feliciano Gomes fazendo assim um hat-trick.

 

BOCA 4-4 Magma FC

BOCA ARRANCA VITÓRIA APENAS NAS GRANDES PENALIDADES!

Jogo esteve bastante equilibrado com Magma a conseguir fazer frente ao Boca, ambas as equipas a conseguirem criar boas oportunidades de golo. Aos 5 minutos Helton Pereira abre o marcador através de uma boa jogada coletiva aparece na frente do golo e encosta mas aos 16 minutos, Boca a empatar o jogo por Mário Tomás. Ainda antes do intervalo Boca passa para a frente do marcador por Dário Simões. Na segunda parte Magma entra a todo o gás e empata a partida por Dário Manuel logo nos primeiros minutos de jogo. É novamente Boca a passar para a frente do marcador por Nuno Belchior aos 28 minutos porém Miguel Ângelo aos 31 minutos a igualar a eliminatória. Dário Simões aos 34 minutos a fazer o 4-3 para os Boca mas Magma estava a ser superior nos últimos momentos da partida e Dário Manuel leva a sua equipa às grandes penalidades.

 

Central Mensageiro 4-1 Borussia Dormetudo

FAVORITO NÃO DÁ ASO A SURPRESAS!

Jogo onde o actual detentor do título da Taça de Lisboa, Central Mensageiro, entrava assim com estatuto de favorito, ainda que tivesse pela frente um adversário que já lhes deu grandes dores de cabeça em fases finais desta mesma competição. O Central Mensageiro desde cedo mostrou querer tomar conta do mesmo, estiveram por mais vezes perto de chegar ao primeiro golo no encontro, primeiro golo esse que apareceu apenas ao minuto 13 saído dos pés de Wilson Almada. O golo motivou ainda mais a equipa, Manuel Sanches volta a acertar nas redes adversárias aos 18 minutos e até ao intervalo, novamente Wilson Almada, fecha as contas do 1º tempo em 3-0 com golo aos 23 minutos. Melhor início de 2ª parte para o Borussia Dormetudo, entram logo com pontaria afinada e reduzem para 3-1 por Francisco Fernandes logo no 1º minuto. Várias oportunidades sucederam-se, maior número para a equipa do Central Mensageiro que tinha maiores certezas na construção do seu jogo e assim chegariam ao 4-1 final, com o golo de Claudinei Barbosa a garantir a vitória e passagem à próxima eliminatória.

 

Dream Team 3-2 Vulcão FC

JOGO DECIDIDO NOS PORMENORES!

Um jogo com poucos golos onde a bola esteve principalmente no meio campo em disputas de procura de posse de bola e muito jogo aéreo com alguns passes longos e pormenores técnicos de quem jogou procurava mais espaço para jogar. Sérgio Silva faz as honras da equipa aos 8 sendo o único golo da equipa na primeira parte. O reforço de Vulcão foi sem dúvida diferenciador, Ruben faz magia com os pés, muito boas desmarcações e posicionamento em campo, não teve oportunidade de marcar, mas sem dúvida o melhor jogador em campo. Dream Team procura mais passes e combinações curtas enquanto o Vulcão saídas de ataques rápidos a procura ganhar em velocidade e força. Sérgio Siva faz o segundo golo aquando de uma entrada na área em que recebe um passe perfeito para fuzilar o GR sem quaisquer hipóteses. O 3-2 acaba por sair nos últimos minutos com um golo que viria a terminar com as esperanças do Vulcão.

 

TAÇA SEVENS

 

Pastéis Vintage 4-2 MaltaDoDesporto

PASTÉIS VINTAGE DÃO PASSO IMPORTANTE NA SUA BUSCA PELA CONQUISTA DA TAÇA SEVENS!

Jogo com dois plantéis bastante bem compostos, não sendo isto surpresa do lado dos Pastéis Vintage, mas por outro lado, os 11 jogadores com que a MaltaDoDesporto se apresentou foi uma boa forma de terminar os jogos do ano corrente, trazendo estes muito boa disposição antes do início da partida. Inicio de jogo equilibrado, com qualquer equipa a poder chegar ao golo, acabando a surgir ao minuto 12 o primeiro, com Bruno Correia a colocar a MaltaDoDesporto na frente do marcador. Ainda assim, essa vantagem durou pouco com o golo de Bruno Friji logo no minuto seguinte e até ao intervalo, seria este mesmo jogador a levar os Pastéis Vintage em vantagem para o descanso, com o 2-1 mesmo perto do apito. Melhor início de 2ª parte dos Pastéis Vintage, mais seguros no seu jogo e com maior posse de bola, traduzindo-se isso em golos, com Roka Silva também a bisar nesta partida e a colocar a sua equipa em vantagem por 4-1 a 5 minutos do fim. Muito difícil ficou a vida da MaltaDoDesporto com esta desvantagem, ainda conseguem reduzir aos 48 minutos por Pablo Barroso, mas o resultado final de 4-2 apurou assim os Pastéis Vintage para a próxima fase, num jogo com destaque para Bruno Friji que apontou um dos melhores golos do fim-de-semana.

 

CP4L 3-2 ODC Warrior

ODC WARRIOR SEMPRE NA FRENTE DO MARCADOR, MAS CP4L VENCE PARTIDA NO ÚLTIMO MINUTO!

Duas equipas com uma composição muito diferente adivinhavam um jogo fácil, pois para se bater contra os 12 homens do CP4L, os ODC Warrior apresentavam apenas 7 jogadores. Ainda assim a história não foi nada como se previa, os 7 homens do ODC Warrior provaram que iam dar trabalho, tendo a maior prova surgido ao minuto 4 com o 0-1 de Wilson Sousa. Muita disputa depois deste golo pela bola a meio-campo e poucas oportunidades a surgir de parte a parte mantiveram o jogo nesse mesmo 0-1 ao intervalo. A 2ª parte começa como terminou a 1ª, com mais bola do CP4L, chegando estes ao empate por Ricardo Carvalho, já apenas com 13 minutos para se jogar. Três minutos depois nova vantagem para os guerreiros do ODC, com Daniel Alexandre a manter viva a esperança da sua equipa de passar à próxima fase, mas Ricardo Carvalho volta a estar bem na hora de finalizar e empata novamente a partida no minuto seguinte. Quando já se esperava pelos penaltis, o golo de Milton Barca deitou por terra a passagem do ODC Warrior aos quartos-de-final, ficando assim esse lugar reservado para o CP4L, que garantem a passagem mesmo no minuto 50, num jogo em que tiveram bastantes dificuldades.

 

Café Praceta 9-2 Iraque Unita

PRACETA SEM PROBLEMAS!

O Iraque Unita até começou melhor, abrindo o marcador no minuto inicial por Miguel Barros mas rapidamente o Café Praceta deu a volta e controlou a partida. Aos 2 minutos de jogo Sérgio Silva, ainda no meio-campo, desenhou um belo chapéu ao guarda-redes contrário. Pouco depois foi o capitão João Lopes a assistir Rafa Silva para o 2-1, que logo a seguir bisou no encontrou com um remate à entrada da área. Aos 8 minutos em ataque rápido Rafa Silva serviu o irmão Sérgio, que também bisou. O ritmo da partida abrandou, à passagem do minuto 15 o Iraque Unita tentou assustar mas foi o Café que marcou por mais duas vezes, por Leandro Pacheco e João Lopes. Na 2ª parte a intensidade foi mais reduzida e após contra-ataque perigoso do Iraque Unita, o Café Praceta respondeu com o golo aos 35 minutos por Hugo Alberto. O Iraque Unita encurtou distâncias, por Henrique Mendes, aproveitando uma perda de bola da defensiva do Praceta, aos 42 minutos. Até final o Praceta fez o golo em mais duas ocasiões, destaque para o hat-trick de Rafa Silva e o bis de Leandro Pacheco.

 

Gente do Mal 12-2 Farelães FC

GOLEADA DAS ANTIGAS A PARTIR DOS 17 MINUTOS DE JOGO!

O Farelães foi a primeira equipa a chegar perto da baliza mas cedo a Gente do Mal respondeu com perigo, por várias vezes, ainda que sem sucesso. O marcador apenas mexeu aos 17 minutos da partida, após recarga na sequência de um livre direto e no minuto seguinte Nuno Almeida respondeu de cabeça ao cruzamento em habilidade de Fábio Castro (2-0). A Gente do Mal continuou a dominar e fez o golo por mais duas vezes no espaço de dois minutos mesmo antes de fechar o 1º tempo (4-0). Na 2ª parte a Gente do Mal iniciou uma avalanche ofensiva interminável e sem apelo goleou o Farelães, que ainda reduziu aos 35 minutos numa boa jogada individual de João Velasco. A Gente do Mal nunca tirou o pé do acelerador, Fábio Oliveira espalhou criatividade na construção de jogadas e os golos apareceram com naturalidade.

 

Inazuma Seven FC 6-6 Olímpico da Falagueira

UMA LONGA E INFELIZ ESPERA PARA O INAZUMA!

Num jogo em que nenhuma das equipas das equipas utilizara suplentes, Ricardo Costa, capitão dos Inazuma, esteve bastante inspirado com bons golos aos 3 e 7 minutos. Eliandro faz o 4-2 poucos minutos antes de terminar a primeira parte, num golo de recarga em que Dery Garcia protagonizou um lance de grande qualidade. Inazuma considera que tem o jogo totalmente controlado até aos últimos minutos. Por várias vezes o ultimo jogador da defesa procurou sair em drible o que o levou várias vezes a perder a bola ou recorrer a remates por pressão dos adversários. Na segunda parte Diogo Botelho que estava já a fazer uma boa demonstração de futebol por parte dos Falagueira, com várias tentativas de longe, consegue mesmo reduzir para a sua equipa. O jogo termina em 6-6 e nas grandes penalidades, a Inazuma falha a segunda oportunidade e leva-os a sair da competição. Muito esforço num encontro onde ninguém merecia sair derrotado.

 

Atlético Dá Milpau 0-5 Lista Exigente

Vitória para a equipa da Lista Exigente, beneficiando da falta de comparência da equipa adversária.

 

Recreativo do Libolo 0-5 Maccabi Tá-Tudo-Vivo

Vitória para a equipa do Maccabi Tá-Tudo-Vivo, beneficiando da falta de comparência da equipa adversária.

 

PROLIGA

 

AEFCH 2-6 Wellphi FC

SEGUNDA PARTE REVOLUCIONOU O JOGO!

O jogo começava bem para as duas equipas, pois ambas as formações conseguiam entrar na defesa contrária e criar situações de perigo. AE foi a primeira a chegar ao golo aos 3 minutos com Francisco Mourão a receber uma bola numa sequência de bons passes. Arranca novamente o jogo e a Wellphi acerta na barra. Estava a ser um encontro equilibrado que parecia ter um resultado inesperado. Pedro Martins novo reforço de AE faz o segundo golo de livre direto com bastante qualidade surpreendendo todos. A primeira parte acaba empatada com as duas equipas a jogarem ao mesmo nível. Segunda parte muito forte para Wellphi, com André Gonçalves a afinar a pontaria e marcou 4 golos, um deles. O mesmo jogador num livre direto podia ter feito o golo do dia, mas foi ao poste. Vitória justa para Wellphi.

 

Fluminete 4-5 Jenilson DRT

LIGIER É CAPA DO CONJUNTO!

Um jogo que aparecia controlado com Liger a marcar um hat-trick na primeira parte com recurso à sua boa qualidade de futebol.  Fluminete reduz aos 10 com Válter a contribuir para a equipa. Fluminete sempre em desvantagem mas não deixou de pressionar forte, tendo inclusive nma saída de contra ataque 2 vs 1 falhado a oportunidade de festejar mesmo em cima do intervalo.  Claramente uma 1ª parte mais forte para Jenilson. Segunda parte bem distinta, Fluminete investiu e reduziu aos 36 e 39.  Aos 40 chega mesma a dar volta ao resultado e lidera o jogo por uns minutos, mas não souberam gerir o resultado e num momento confuso entre os defesas, Nandy faz o primeiro aos 42 e já ao cair do pano volta a dar a vitória à sua equipa as 46 minutos. Jogo intenso das duas partes, vitória justa mas Jenilson deu tudo o que tinha a dar.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.