RANKING 2ª ÉPOCA 2014-15

 

  • Pódio liderado por Lisboa. Os 2 primeiros lugares mantêm-se e Stop Team sobe de 9º para 3º classificado. Central Mensageiro ultrapassa os 400 pontos no histórico.
  • Juventus VN Gaia está mais próximo do pódio ao subir da 5ª para a 4ª posição;
  • Falcons aparecem vindos do 16º lugar, directamente para o 6º lugar, e é a maior subida do top 10;
  • Kyaluz sobe de 13º para 8º;
  • O Vice-campeão Nacional, Impactus Café, subiu 70 posições e está agora na 65ª posição;
  • Da Arrentex foi a equipa que mais pontuou na última época, protagonizando uma subida vertiginosa de 86 posições para o 38º lugar;
  • Destaque também para as equipas da Final Nacional – FSU chega ao 12º lugar, e o Feyenoord que após 3 épocas de bom nível já se encontra em 14º;

Central Mensageiro, Bi-Campeão, mantém a liderança do Ranking da SuperLiga, contínua com o Lumiar FC em segundo plano, mas agora, no fim do pódio, deixa de haver uma equipa de Setúbal para dar lugar a mais uma equipa de Lisboa – Stop Team. Com uma subida fantástica de 9º para 3º lugar, Stop Team é uma equipa que tem lutado sempre por títulos, é por isso, sem surpresa, que chegam ao pódio da SuperLiga. A maior subida no top 10 é dos Falcons, que sobem 10 posições e entram directamente no 6º lugar. O Porto teria de ser referência, com Juventus VN Gaia a subir mais uma posição estando agora em 4º.

A presença neste top 10 é uma tarefa cada vez mais árdua. De época para época, a fidelização das equipas, assim como o maior número de equipas no torneio tem tornado a tarefa da entrada nas 10 melhores equipas da Superliga, numa tarefa quase hercúlea. Se no top 100, à 2 épocas atrás, bastava terem 50 pontos, para a presente época são necessários pelo menos 73 pontos para encaixar neste top. Consequentemente, para granjear a entrada no top 100 são necessários mais 22 pontos que há duas épocas. Se até aqui 100 pontos garantiam o top 50, agora a história não se repete. Na época passada haviam 44 equipas com mais de 100 pontos e agora existem 61, o que significa que os Q-Team necessitaram de ter 108 pontos para estar no Top50. O mesmo se aplica à entrada no grupo de elite das 10 melhores equipas, onde há duas épocas atrás haviam 8 equipas com 150 pontos e 148 pontos bastava para estar no top 10. Agora, são 20 equipas com mais de 20 pontos e estar no top 10 é cada vez mais difícil, prova disso é o 10º classificado – SAC Familia – a ter 173 pontos.

No Top 15 ainda existe uma outra curiosidade que vai mexer muito rapidamente com o top 10 já na próxima época. Feyenoord e Forças de Segurança Unidas são as únicas equipas do top15 que não contam com 5 épocas. O que significa que, enquanto as restantes 13 equipas do top 15 vão perder os pontos efectuados na 1ª época de 2014, na próxima contagem, estas vão simplesmente somar pontos.

 

Tabela 1 – Nº de pontos para estar no Top 

 

3ª ép14 1ª ép15 2ª ép15
Top10 148 157 173
Top50 86 93 108
Top100

50

64

73

 

Tabela 2 – Nº de equipas com 100 e 150 pontos

Pontos 1ºép15 2ºép15
150 pontos 12 equipas 20 equipas
100 pontos 44 equipas 61 equipas

Equipas que mais pontuaram na 2ª época 2015

O vencedor da época passada vai para os Da Arrentex. Campeões da Superliga Almada, vencedores da Taça Setúbal e com uma presença na Meia-Final da taça dos campeões, os Da Arrentex em duas épocas sobem da 2ª, para a SuperLiga e subiram 86 posições no Ranking.

O Feyenoord e Central Mensageiro completam o pódio de um top que tem equipas de 5 distritos.

Tabela 3 – Equipas que mais pontuaram na 2ª época 2015

Top 1ºép15 2ºép15 Equipa cidade Pontos
124º 38º Da Arrentex Setúbal 64
43º 14º Feyernoord Coimbra 63
Central Mensageiro Lisboa 61
35º 12º Forças Segurança Unidas VN Gaia 58
13º Kyalyz Lisboa 56
82º 26º GRD os Fixes Lisboa 56
135º 65º Impactus Café Braga 51
Lumiar FC Lisboa 50
155º Amigos da Bola Porto 50
10º 169º 88º Central Mensageiro (Porto) Porto 48

 

Tabela 4 – Evolução das Cidades nos Top 10, 50 e 100 ao longo das épocas

Top10 3ª ép14 1ª ép15 2ª ép15
Lisboa 6 6 5
Setúbal 3 3 4
Porto 1 1 1
Top50 3ª ép14 1ª ép15 2ª ép15
Lisboa 38 33 25
Setúbal 8 9 11
Porto 3 6 9
Algarve 1 1 3
Coimbra 0 1 1
Braga 0 0 1
Top100 3ª ép14 1ª ép15 2ª ép15
Lisboa 65 53 46
Porto 12 19 21
Setúbal 15 16 16
Algarve 6 7 9
Coimbra 0 2 4
Aveiro 2 2 2
Braga 0 1 2

 

O Torneio de Lisboa era dos poucos com diversas equipas que contabilizavam mais de 5 épocas. Agora, com as constantes épocas nas restantes regiões do país, cada vez mais assistimos a equipas de outras cidades nos tops.

No Top 10 – apenas Setúbal cresceu passando agora a ter 4 equipas no top 10.

No Top 50 – Braga estreia-se com uma equipa. o torneio de Braga tem vindo a crescer cada vez mais e já conta com uma equipa neste top. Coimbra manteve uma equipa. Algarve subiu de 1 para 3, Porto subiu de 6 para 9 equipas e Setúbal de 9 para 11.

No Top 100 –  a fidelização das equipas por todo o país verifica-se nesta tabela onde Porto é já o 2º distrito do país com mais equipas subindo para 19, Setúbal mantém as 16, Algarve subiu de 7 para 9, Coimbra subiu de 2 para 4 e Braga consegue agora mais uma equipa neste top 100, sendo que Aveiro continua a manter as duas equipas que já tinha.

Histórico

Também no Histórico Central e Lumiar ficam com o 1º e 2º lugar seguidas por FC CHIC.

A 4º equipa “Histórica” – MS Devils – fez a sua última época a quem agradecemos pelas suas 8 épocas na SuperLiga Nacional Futebol 7.

De realçar também que em termos de histórico já são 20, as equipas, com mais de 200 pontos. Histórico esse dominado por equipas de Lisboa que tem 19 das 22 primeiras equipas.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.