Lançamento dos Campeões – Lagoa 2018

Lagoa prepara-se para receber a 9ª edição do Evento Elite MiniFootball Portugal, final nacional das competições SuperLiga Nacional Futebol 5 e SuperLiga Nacional Futebol 7, que entre Outubro e Fevereiro reuniram mais de 300 equipas e 5000 jogadores.

De Norte para Sul e como tal, começando pelo Minho, os Vice-Campeões de 2016 e 2017,  Arrebenta Pipas e ARCOV atravessam o país com o intuito de destronar o reinado de apenas 2 reis desde 2015. Experientes e com uma época tranquila na sua localidade, esperam encontrar no Algarve o maior desafio da época. No futebol 5 os estreantes Segunda Ás Oito tem um desafio grande pela frente quando olhamos para o quadro de equipas já “batidas” nestas andanças. Após ultrapassar uma exigente liga em Guimarães, terá o seu primeiro grande desafio a nível Nacional.

No Porto duas surpresas! Numa das mais respeitadas Ligas do país, de onde já saíram grandes conjuntos que atingiram elevadas marcas na Final Nacional, resultou o apuramento de dois estreantes. Bem Vindos á verdadeira elite do futebol amador nacional! Pupilos da Dina e Dgauto deixam “água na boca” no que trata a expectativas para esta Final. Ainda provenientes do distrito do Porto, surge o Portuense FC, que surpreendeu na Liga Semanal pelo ataque avassalador e conjunto impressionante de vitórias consecutivas e o InnerJoin de Penafiel que ultrapassou equipas históricas da região para garantir o apuramento. No futebol 5, União Fanzerense surge como favorito para esta final, não fossem eles defender o título nacional, e os Compact Records, campeões nacionais em 2015 (Monte Gordo). Sendo a final novamente no Algarve, pode-se esperar uma motivação especial para repetir o feito.

Numa época em que a Zona Centro passou mais despercebida pelo número de Ligas, contrastou uma “Super” SuperLiga no Distrito de Aveiro, que resultou no apuramento do atual (Tri) Campeão Nacional Florgrade enquanto Vice-Campeão Regional. Porquê? Balizas Auto-ManaiaCar. Decorem o nome, vão ouvir falar deles. Numa Liga com Inválidos, Velhotes, FutPark e Desportivo de Azeméis, ser Campeão em época de estreia é obra! Para completar o elenco da zona Centro, o Internacional PB irá representar Coimbra no Futebol 5 e o Café Trevos Leiria no Futebol 7, após o apuramento via edições relâmpago (3-4 semanas) realizadas na respetiva localidade. Não se descuidem, já não é de hoje a presença destas equipas em grandes palcos!

De Lisboa apuramos os “Big Three”. Bonde Sem Freio, Central Mensageiro e AMBCV para a grande final com expectativas elevadas de vencer o torneio. Se para o “Central” vencer é uma obrigatoriedade após terem sido eliminados de forma expressiva pelo rival na última final enquanto Tetra Campeões Nacionais, para os outros dois conjuntos é uma ambição antiga e muito desejada de quem já chegou às meias finais e acredita que chegou finalmente a sua hora!

Sarrabecos. Que dor sentiram eles! Após perderem o título na última final, a equipa de Carlos Silva pretende ultrapassar a mágoa de uma derrota clara, embora estranha para eles, já este fim-de-semana. Uma equipa que em Lisboa domina com um futsal acima da média, vê na luta pelo título não só o “BI” como uma pequena vingança da Figueira da Foz. HDS e InterSac completam o quadro Lisboeta, após excepcionais épocas nas respetivas Ligas e um muito merecido apuramento. Com jogadores experientes e muita técnica nos pés procuram surpreender os favoritos.

Vice-Campeões Nacionais (2017) Barreiro Stara Zagora estão também apurados para a Final Nacional após uma época quase perfeita no distrito de Setúbal. Uma das mais (senão a mais) experiente equipa da Final, atinge o evento que espera desde Julho de forma ansiosa e ambiciosa. É pública a sua ambição de atingir a marca de Campeão Nacional e dizem hoje estar prontos para a responsabilidade que isso acarreta. UD Palhota e GA Tamos AI completam o quadro proveniente de Setúbal. Se para os Tamos AI a expectativa é de primeira experiência e de vitória jogo a jogo, para os UD Palhota, compostos por jogadores internacionais e com experiência na Final Nacional por outras equipas, o objetivo é claramente mais alto.

De Évora vieram os já Penta Campeões regionais Hugo Rebocho Century21. Em Belém surpreenderam ao atingir os quartos-de-final. Foi na altura o único momento em que se pôde pensar que uma equipa de Évora, independentemente do número de equipas da sua região, poderia ser menos competitiva. Que prestação! Que entusiasmo dá ver jogar quem sabe! Esperamos mais uma vez ver o seu bom futebol em campo, sempre na expectativa de perceber onde poderão chegar.

Bom, e os Anfitriões!? Quem não senão os eternos 8125 e os especialistas do bom futebol IDFG. Ambas com internacionais portugueses como cabeças de cartaz, esperam em “Casa” corresponder às expectativas e mostrar que quem manda no Algarve são eles.

A todos “eles”, todos vocês, Boa Sorte!

www.minifootball.pt

#minifootballportugal #minifootballpt #superliga

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.