ENTREVISTA A TIAGO BERNARDO, CAPITÃO DO NEW TEAM (2ª LIGA LISBOA): «PORNMOUTH? NÃO SERÁ FÁCIL PARA NENHUMA DAS EQUIPAS, MAS ESTAMOS CONFIANTES QUE NÃO IREMOS COMETER OS MESMOS ERROS»

A equipa do New Team já se encontra na Superliga Lisboa há algum tempo. Ainda se lembram dos primeiros passos nas nossas Competições?

Sim, claro. Ainda me lembro do primeiro jogo como se fosse hoje. Jogámos contra o Carapaus e vencemos por 7-6.  Foi um jogo extremamente complicado pois tínhamos a pressão de querer entrar com o pé direito na competição e arrecadar a vitoria. A partida em si foi complicada. Recordo-me que marcámos o golo da vitória nos minutos finais da partida, e foi lutar pelo resultado até ao ultimo minuto. Mais tarde conseguimos conquistar o nosso primeiro troféu, quando ganhámos a Championship. Foi um início bastante positivo.

A equipa já estava formada ou já se conhecia?

Não. Inicialmente fazíamos jogos semanalmente entre amigos, e então surgiu a ideia de formar uma equipa e ingressar na Superliga. Houve alguns jogadores que devido à falta de disponibilidade acabaram por sair da equipa, o que se veio a tornar um problema pois houve jogos em que íamos com o número mínimo de jogadores disponíveis, e tornava a gestão durante o jogo algo complicada. Actualmente nada disso acontece, temos um plantel grande e que corresponde as nossas expectativas.

Qual foi o principal motivo para integrarem a Superliga, na altura?

A maior parte dos nossos jogadores são ex-jogadores de futebol e alguns de futsal, e com o passar dos anos tiveram de deixar o futebol federado para segundo plano. Mas o “bichinho” de jogar e de competir nunca desapareceu, e com a oportunidade de integrar na Superliga a nostalgia de jogar veio ao de cima, e cá estamos a fazer o que mais gostamos.

Quanto à presente época, como classifica o estilo de jogo da equipa? Têm alguma forma específica de jogar?

Inicialmente, não tínhamos um estilo de jogo definido, até porque nem sempre eram os mesmo jogadores disponíveis, e isso não ajudava a criar rotinas jogo. Actualmente temos a sorte de poder contar com os mesmos jogadores o que facilita o entrosamento. A nossa prioridade passa primeiramente pela coesão defensiva, não sofrer golos é sempre o primeiro objectivo, depois passa, obviamente, por marcar o máximo de golos possível. Somos uma equipa com bastantes recursos, quer colectivamente quer individualmente, e sabemos que é apenas uma questão de tempo até marcar. Como se diz na gíria do futebol “apenas custa marcar o primeiro golo”. Se o golo tardar em aparecer, penso que já temos a experiência suficiente para manter a calma e continua a manter a nossa filosofia de jogo.

Qual a disposição táctica em que a equipa se sente mais confortável a jogar?

Acho que terão de ir ver os nossos jogos para perceber como jogamos (risos). Ao longo do tempo fomos experimentando diversas tácticas. Não diria que temos uma táctica definida, ate porque cada jogador tem as suas próprias características, e há sistemas tácticos que se adequam melhor a certos jogadores e menos bem a outros. Mas se tivermos de escolher um sistema diria que é o 3-2-1, mais uma vez refiro que a nossa equipa dá primazia ao aspecto defensivo.

Quais as qualidades que realça da sua equipa, e quais as vertentes que gostaria de ver melhoradas?

Sem dúvida nenhuma que o nosso espírito de equipa. Somos um grupo bastante unido, e fazemos disso a nossa principal arma quando as coisas não estão a correr conforme o esperado. Há muitas equipas que começam a desesperar e jogadores da própria equipa chateiam-se uns com os outros, e isso é um aspecto negativo e prejudicial. Outra qualidade que vale a pena realçar é a nossa ambição e competitividade, somos um grupo que não se contenta com pouco. Dentro da própria equipa existe muita competitividade para chegar a domingo e ver quem começa a titular, e isso consegue elevar-nos para níveis de exibição e exigência superiores. Em relação às vertentes a melhorar, talvez o aspecto físico de alguns jogadores, devido ao trabalho de cada um nem sempre é possível vir nas melhores condições físicas e/ou psicológicas, mas temos noção de que não é fácil alterar isso, pois infelizmente não vivemos do futebol.

Qual é o jogador que o impressiona mais na equipa?

Não acho justo fazer uma referência a “A”, “B” ou “C”, aliás, para ser ainda mais sincero, não consigo. Temos o privilegio de ter grandes jogadores na equipa, muitos deles estão a atravessar um momento de forma incrível, e mais uma vez refiro que a nossa força está no colectivo, na nossa união, e não no individual. Como referi anteriormente somos uma equipa bastante ambiciosa, queremos sempre mais e melhor, e esta “competição” dentro do grupo é bastante positiva e contagiante.

Há algum jogador de outra equipa da nossa Liga que desejasse ter na sua?

Não, reconhecemos que há jogadores com muita qualidade na Superliga, mas estamos bastante satisfeitos com o grupo que temos. Prova disso foi logo no nosso ano de estreia, em que conseguimos arrecadar o troféu da Championship, e o nosso actual bom momento de forma é resultado disso. Claro que não conseguiríamos estes objectivos apenas com qualidade individual, há muito trabalho de todos os jogadores para sermos cada vez mais fortes como um todo.

Há alguma equipa da Superliga Lisboa, na 2ª Liga, que o cative pelo seu estilo de jogo, ou mesmo pelas individualidades?

Pornmouth. Diria mesmo que conseguiram-nos surpreender pela sua forma de jogar e de estar em campo, pois não deixam de ser uma equipa relativamente recente na Superliga, apesar de ter ficado com a clara ideia de que já jogam juntos há bastante tempo, e apesar das suas tenras idades apresentaram uma maturidade futebolística bastante positiva, e prova disso é a classificação final nesta fase inicial.

Existe algum rival da equipa? E porquê?

Rival? Penso que os únicos rivais que temos somos nós próprios! Acho que enquanto continuarmos a entrar em campo com a mesma mentalidade e ambição somos uma equipa realmente complicada de defrontar. Temos sempre em mente que o nosso principal foco é divertirmo-nos enquanto fazemos o que mais gostamos, mas lá está, somos altamente ambiciosos e queremos sempre ganhar todos os desafios.

Existe alguma palestra motivadora antes de iniciar os jogos?

Não temos uma palestra padrão definida para os jogos, até porque não há jogos iguais, logo o discurso teria de ser obrigatoriamente diferente. Temos a vantagem de além de sermos uma equipa de futebol somos acima de tudo uma um grande grupo de amigos, no qual vamos trocando ideias e opiniões diariamente todas as semanas. O facto da maioria dos jogadores conhecer-se já há algum tempo facilita a “palestra motivadora”, mas como já referi somos um grupo muito motivado por natureza, mais ambição do que a que temos acho difícil. Temos sim alguns “rituais” antes dos jogos, sendo que em todos os jogos há uma hora combinada para o “pessoal” socializar um pouco, e a partir do momento em que entramos no o balneário tudo fica para trás e o principal foco passa a ser única e exclusivamente o jogo em si.

Sobre o momento actual, a equipa fez uma primeira fase muito positiva, somando 5 vitórias em 7 jogos, empatando um jogo e perdendo outro. Qual o motivo deste bom momento?

Estamos numa fase bastante positiva, para além de estarmos a conseguir praticar muito bom futebol, estamos a conseguir ser expressivos no marcador, o que nos dá ainda mais motivação para o próximo fim-de-semana. Conseguimos garantir a promoção à primeira divisão,  alcançámos também a qualificação na Taça para a próxima fase, tendo defrontado duas equipas da Superliga (os Dab Team e o Vulcão). Neste momento, temos sido dominadores em quase todos os jogos, a equipa esta coesa está a aproveitar o bom momento de forma da maior parte dos jogadores, também temos alguns jogadores importantes a voltarem de lesões e de castigos, e penso que estamos a fazer a gestão certa da equipa.

Vai em breve disputar a Liga de Apuramento de Campeão da 2ª Liga. Que expectativas têm para as partidas que se avizinham?

Não podemos estar mais entusiasmados e motivados para jogar esta fase da liga de apuramento de campeão da 2ºliga. Conseguimos ultrapassar uma fase mais negativa que assombrou a nossa equipa com muitos jogadores lesionados e alguns castigados, mas neste momento temos o nosso plantel praticamente na máxima força, e isso tem-se revelado fulcral nos últimos resultados, e obviamente que encaramos os próximos desafios com máxima confiança pois temos oportunidade de mostrar, mais uma vez, o nosso valor.

Na próxima Jornada irão defrontar o Pornmouth, que ficou no 1º posto na sua Série. Que antevisão faz desde encontro?

Que grande jogo que vai ser!  A nossa equipa está com o “orgulho ferido”, depois de estarmos a vencer por dois golos na fase inicial do campeonato, deixámos consentir o empate no último minuto de jogo o que deixou a nossa equipa sem tempo para reagir a este contratempo, mas de qualquer das maneiras, vão ser duas equipa que vão lutar pela vitória. Não será fácil para nenhuma das equipas, mas estamos confiantes que não iremos cometer os mesmos erros, e mais uma vez referir que sentimo-nos bastante confiantes, e se queremos ganhar esta fase de apuramento de campeão e escrever o nosso nome na lista de campeões temos de entrar com o pé direito.

A equipa já garantiu o passaporte para a 1ª Liga da Superliga Lisboa. Quais as expectativas para a época que se segue?

O passaporte de subida em si já o poderíamos ter garantido antes de começar a fase inicial quando houve algumas desistências na 1ª Liga, mas recusámos o convite de subir na “secretaria” porque estávamos convictos de que íamos subir nesta fase, e queríamos subir por mérito próprio e não aproveitar o infortúnio de outras equipas. Não querendo faltar ao respeito a nenhuma equipa que esteja na 2ª Liga, temos a clara noção de que é um salto significativo de exigência e de qualidade nesta 1ª Liga. Temos oportunidade de jogar contra os melhores, equipas “históricas” como o Central Mensageiro por exemplo. Dito isto as nossas expectativas passam por garantir a manutenção e depois alcançar o melhor lugar possível na classificação.

Pelo que já observou das equipas presentes na Superliga Lisboa, na 2ª Liga, que observações retirou das equipas presentes? Acha que a Liga está competitiva, ou há um pequeno lote de equipas que poderá sonhar agora com o título nesta Fase de Apuramento de Campeão?

Qualquer das equipas presentes nesta fase tem hipóteses de a ganhar, pois estão aqui reunidas as seis melhores equipas desta época da 2ª Liga. Apenas posso fazer uma avaliação das equipas com quem já jogamos – o Pornmouth e os A. D. República da Pingaiada. São duas equipas bastantes competitivas, sendo que ambas gostam de dominar os adversários, apesar de usarem estratégias diferentes, enquanto que os Pornmouth gostam bastante de ter a bola na posse deles e jogar de forma simples com poucos toques na bola e usar o avançado como pivot. O A. D. República da Pingaiada são uma equipa mais física e que jogam de forma bastante compacta, e também têm uma característica bastante interessante nesta competição – são uma equipa que conseguem ter uma taxa de sucesso nas bolas paradas bastante positiva. Em relação às outras três equipas da outra série, sabemos que o Mamas FC são uma equipa bastante ofensiva, tendo marcado 41 golos em apenas 7 jogos. O MaltadoDesporto é uma equipa bastante sólida defensivamente pois apenas sofreu 16 golos e os SeteàRasca têm 2 vitórias pela margem mínima, o que pode indicar que são uma equipa que luta pelo jogo até ao último minuto. Vai ser um apuramento de campeão bastante renhido, e estamos desejosos que comece!

E relativamente à Superliga, acha que, de uma forma geral, tem melhorado de época para época?

Sim, acho que vão estando a altura dos desafios, nunca é fácil agradar a gregos e troianos e cada equipa acha que tem sempre os seus motivos para ter razão. No que toca à nossa equipa, sempre tentámos expor os nossos motivos de descontentamento em relação a certas situações. Algumas foram claramente resolvidas, o que demonstra que o dialogo é a melhor forma de comunicação entre todos para a melhoria desta importante competição.

Que aspectos gostaria de ver melhorados?

No que toca a melhorias, gostaríamos que os árbitros fossem mais dinâmicos no decorrer do jogo. Isto não engloba todos, claro, mas reparamos muitas vezes que avaliam certos lances fulcrais para o resultado do jogo longe da sua área de acção. Gostaríamos que os jogos fossem gravados semanalmente, até porque foi sempre algo que nós pedimos,  no qual nós nunca tivemos esse privilégio de dar mais a conhecer a nossa equipa. O aspecto mais importante, e aproveito para fazer um pedido para que seja alterado, é que haja um Kit de Primeiros Socorros em todos os campos onde a Superliga está presente. Infelizmente já aconteceu, e é natural que hajam, algumas lesões no decorrer dos jogos, algumas lesões mais complicadas do que outras, e o simples facto de haver um Kit de primeiros socorros, ou gelo para evitar a inflamação de lesões, ou até mesmo os sprays anestesiantes, acho que era uma clara melhoria, e que servia para ajudar qualquer interveniente do jogo, fosse jogador de ambas as equipas ou o árbitro.

 Como classifica actualmente a 2ª Liga da Superliga Lisboa?

Actualmente a 2ª Liga, a meu ver, é uma liga complicadíssima, pois o grau de exigência é cada vez maior, quer seja na 1ª Liga quer seja na 2ª Liga. É uma liga bastante importante, pois serve um pouco de aprendizagem para equipas que estejam a iniciar neste projecto. A 2ª Liga é bastante imprevisível também, pois existem equipas que já lá estão há algum tempo e que nunca conseguiram subir, e por outro lado temos equipas que logo na época de estreia fazem um “brilharete” e sobem para a 1ª Liga sem qualquer tipo de dificuldade.

Para terminar, gostaria de deixar alguma mensagem aos seus jogadores, ou mesmo a quem nos está a ler?

Em primeiro lugar gostaríamos de agradecer todo o apoio que temos recebido ao longo da nossa caminhada, desde familiares a amigos, à nossa fantástica “claque” e claro ao nosso patrocinador Grupo Tagus, pois ao longo do percurso tivemos altos e baixos, e em nenhum desses momentos sentimo-nos sozinhos. Para os nossos jogadores, agradecer todo o empenho e dedicação de todos, pois acima de tudo nada disto seria possível sem os mesmo! É bastante gratificante olhar para o início desta aventura e ver o que já alcançamos, os obstáculos ultrapassados e ter noção de que somos cada vez mais uma família, e isso sem dúvida nenhuma a nossa maior conquista, e por isso mesmo o nosso MUITO OBRIGADO por terem permitido que isso se realizasse! Sentimos também que devemos um agradecimento especial à Superliga pois foi graças ao desejo de voltar a competir e de participar nesta liga que tornou isto tudo possível.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.