Elite MiniFootball Portugal | Expectativas Fase de Grupos – Artigo de Rafael Reis (Jornalista ABola)

Final das novidades já sorteada

Aconteça o que acontecer, esta será a Final Nacional das novidades, tendo em conta as surpresas que estão reservadas para as três competições: Futebol 7, Futebol 5 e Futsal, esta última em estreia. . Antes da competição oficial, o sorteio, no qual esteve presente o Seleccionador Nacional da Associação Portuguesa de MiniFootball, Luís Ramalho, que agradeceu a presença de todos e revelou que “desde finais de Junho andamos a observar em todo o País e até no exterior pois acompanhámos a Copa Ibérica “, seguido pela Vereadora para a área do Desporto da Câmara Municipal de Mafra, Célia Fernandes.

“Desejo um fim-de-semana extraordinário, com óptimos resultados e acima de tudo que se divirtam na minha terra,” expressou a eleita municipal antes de tomarem a palavra Carlos Carvalho, responsável pelo Conselho de Arbitragem que endereçou “os parabéns a quem foi primeiro e a quem foi segundo; desejo que disfrutem o mais possível”, assim como presidente da Associação Portuguesa de MiniFootball, Hugo Ascenso Costa, que desejou sorte e uma experiência divertida para todos, acompanhado por Gonçalo Oliveira, responsável máximo pela organização das SuperLigas.

Três diferentes competições com fasquias igualmente elevadas

“Parabéns por terem levado de vencida as vossas Ligas,” expressou Gonçalo Oliveira antes de congratular a própria Associação pela sua expansão que nesta Final Nacional se denota pelo aumento de equipas presentes na competição de Futebol de Sete, 24 no total, e a estreia da Final Nacional na variante de Futsal, na qual se destaca um derby lisboeta entre Vira e Cruza e Odin cujo representante, Rodolfo, recordou que “já aconteceu um jogo entre as duas equipas, terminou empatado e em penalties e ficou-nos atravessado”, num grupo B do qual fazem também parte Já Te Digo e AC Prado.

Neste último conjunto que viaja desde o Minho, Abílio Silva assinalou que “viemos para chegar o mais longe possível”, um desejo certamente partilhado por todos os competidores presentes na Final respeitante ao Futebol de Sete, torneio que terá em destaque um Grupo A composto pelos lisboetas AMBCV, os conimbricenses M-Team e os minhotos Hendrix que sucedem a ARCOV, equipa que no ano passado, igualmente oriunda do Minho, conseguiu lograr a final, um feito que o treinador Pedro Couto regista como “nada fácil, mas esperamos conseguir repetir pensando jogo a jogo.”

Destaque também para o Grupo D que contará com a bi-campeã ibérica Lusitânia Lourosa FC/Florgrade, a campeã de Leiria, Café Trevos, e o estreante setubalense Plascart cujo representante, Ricardo Almeida, estabelece como primeiro objectivo “disfrutar o momento”. Por fim, a competição de Futebol de Cinco reservará um enorme equilíbrio em dois grupos, A e B, bem distribuídos em termos geográficos e a nível qualitativo entre todas as equipas presentes. Seja Futsal, seja Futebol de Sete ou de Cinco, a expectativa é a mesma: muito espectáculo e três honrosos campeões nacionais.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.