BA-YERN SEGUE IMPARÁVEL NA SUPERLIGA BARREIRO!

 

SUPERLIGA SÉRIE 1

 

Amigos Imigrantes 0-10 Youngs FC

CHUVA DE GOLOS DÁ 1º LUGAR AOS YOUNGS FC!

Jogo entre Amigos Imigrantes e Youngs, num campeonato onde até este momento havia 7 líderes com 3 pontos, ganhar seria colocar-se na primeira metade da tabela. Jogo que começou com uma grande jogada de perigo dos Amigos Imigrantes a demonstrarem que iam disputar o jogo, mas pouco depois, Jonathan Vaz faria o primeiro de 3 golos durante a noite. António Santos foi o jogador mais irreverente dos Amigos imigrantes, tentando adiar a goleada que ao intervalo já era de 6-0. Segunda parte foi de sentido único e permitiu a Erick Sousa, Rangel Fontana e André Ramos, bisarem, chegando assim ao 10-0 final. Com esta vitória o Youngs chega assim ao 1º lugar e torna-se o 2º melhor ataque e a 2ª melhor defesa da prova.
RedDevils 2-2 Promessas Esquecidas FC

JOGO DE ELITE DÁ EM EMPATE!

Jogo entre duas equipas aspirantes à Divisão de Elite, a testarem a sua qualidade, onde a vitória demonstraria o patamar de cada equipa. Grande jogo foi este com ambas as equipas a praticarem o seu futebol. Promessas Esquecidas demonstraram o seu jogo irreverente imprimindo um jogo rápido e pelo chão. RedDevils usufruíram da sua experiência e de um jogo mais físico. Promessas Esquecidas aproveitaram uma distracção do adversário para chegar ao 1-0 numa jogada pela esquerda com David Carrondo a marcar. João Oliveira devolveu o empate à partida, voltando a mostrar os seus dotes de goleador. Na 2ª parte, o nervosismo apoderou-se das duas equipas. Sabendo cada uma delas que um golo poderia fazer toda a diferença, assistiu-se a um jogo mais controlado por parte de ambas. Valeram os últimos 10 minutos onde ambas as equipas se soltaram um pouco mais. Luís Caparica furou a barreira e os Devils fizeram o 2-1. Promessas sentiram a pressão e foi numa jogada individual de Hugo Filipe a usar o corpo para contornar a defesa, a colocar a bola dentro da baliza. Promessas Esquecidas ainda viram uma bola embater na trave e os Red Devils uma jogada pela direita mas sem a finalização desejada. Jogo acaba assim empatado e ambas as equipas continuam na luta pelos 2 primeiros lugares de acesso à Divisão de Elite.

 

Forty Five’s 5-1 NEP

PRIMEIRA PARTE DECISIVA PARA O FORTY FIVES!

Duas equipas que já se tinham defrontado na época anterior, vinham de resultados diferentes. Forty Five’s vinha da primeira derrota na liga da sua história e NEP vinha de uma vitória motivadora. Início avassalador dos Forty Five’s com um golo na 2ª jogada do encontro e aos 12 minutos já venciam por 3-0. Carlos Batista estava endiabrado e estava a conseguir penetrar na defesa adversária muito em jogadas individuais. Patrick Silva foi fundamental na organização do jogo da equipa sendo um guarda-redes avançado, sendo sempre 7 elementos a atacar e o NEP tentou diversas vezes de longe surpreender mas sempre sem êxito. Perto do intervalo Bruno Branco reduziu para 3-1 e trouxe alento à equipa que começava assim a acreditar em dar a volta ao resultado. Porém no minuto seguinte, numa meia volta de qualidade, Nuno Camacho rematou com força ao 2º poste, retirando assim as dúvidas no marcador. NEP subiu as linhas pressionando sempre com um homem no Guarda-Redes adversário, mas os Forty Five’s conseguiram gerir o jogo até ao final. Com esta vitória os Forty Five’s apanham os Youngs no 1º lugar da tabela e tornam-se no melhor ataque da liga.

 

Playboy 0-5 The Gunners

Vitória para a equipa dos The Gunners, beneficiando da falta de comparência do seu adversário.

 

SUPERLIGA SÉRIE 2

 

Barreiro Stara Zagora 4-2 Canarinhos F7

DESTEMIDO MIGUEL MATOS MANTÉM EQUIPA NA LIDERANÇA!

Jogo entre 1ºs classificados e entre duas equipas que tinham 2 vitórias nos 2 jogos já efetuados até ao momento. Stara Zagora entrou forte e a dominar, chegando ao primeiro golo com naturalidade  por Ruben Marques. Contudo, uma forte reacção dos Canarinhos equilibra o jogo, com pressão em todo o campo, homem a homem, e grande disponibilidade física. Aos 18 minutos a pressão dos Canarinhos dá frutos e conseguem o empate. O jogo continua equilibrado, mas um golo de livre directo de Miguel Matos, mesmo a fechar a primeira parte, dá vantagem ao Stara Zagora. A segunda parte mantém a mesma toada, mas a pouco e pouco a inevitável quebra física dos Canarinhos foi desequilibrando o jogo a favor do Stara Zagora, que chega ao 4-1. Aos 45 minutos, os Canarinhos amenizam a derrota e fazem o 4-2 por André Bandeira, prémio justo pela grande exibição como central e a dar um resultado final mais condizente com o jogo. Com esta vitória o Stara Zagora mantém-se assim nos lugares de topo da classificação.

 

FasterFix 5-4 Chape

LUVAS DE OURO DE DIOGO GONÇALVES ASSEGURAM 1ª VITÓRIA!

Jogo entre duas equipas que ainda não conheciam o saber da vitória esta temporada e que procuravam assim chegar aos 3 pontos. Jogo equilibrado e electrizante. O FasterFix chega ao 2-0 aproveitando a entrada a dormir da defesa do Chape, mas o Chape reage e rapidamente empata com dois bons golos de rajada de Daniel Magro. O jogo mantém o equilíbrio, mas a melhor organização defensiva do FasterFix e uma boa exibição do guarda-redes Diogo Gonçalves, aliada aos erros defensivos do Chape, levam o jogo para 4-2 ao intervalo e 5-2 logo no início da segunda parte. Uma boa reacção do Chape permite mais dois golos por Gilberto Carvalho, mas a defesa e o guarda-redes aguentam o resultado e conseguem uma vitória difícil por 5-4. FasterFix consegue então assim os seus primeiros 3 pontos.

 

Ba-yern 4-1 F-Street

NINGUÉM PARA O BA-YERN!

Esperava-se um jogo emotivo e sem grandes preocupações defensivas de ambas as partes, entre F-Street Key-Lift e Ba-yern. O jogo começa com o primeiro golo do Ba-yern e com o 2-0 pouco depois. Aos 6 minutos parecia que o jogo estava encaminhado, mas o 2-1, quase imediato e a aproveitar um erro defensivo bem explorado pela F-Street, lançou a intranquilidade nos talentosos mas jovens jogadores do Ba-yern, que viram a Key-Lift superiorizar-se, tomar conta do encontro e a poder reduzir por mais do que uma ocasião, num fim de primeira parte de grande nível. O intervalo fez bem ao Ba-yern e a segunda parte foi de sentido único, com jogadores como Vasco Margaça e Pedro Valente a demonstrarem toda a sua qualidade e a pegar no jogo, tendo o resultado avolumado com naturalidade para o 4-1 final, embora a excelente réplica do F-Street que ia procurando sempre entrar no jogo.

 

SUPERLIGA SÉRIE 3

 

Bairro do Liceu 3-2 Atlético de Setúbal

Após uma ronda vitoriosa para ambas as equipas, esta era uma partida onde perder pontos significaria atrasar-se em relação à carruagem da frente na Série Setúbal. Com um início de jogo marcado pela excelente organização das equipas e bastante disputado a meio campo, foi a equipa do Bairro do Liceu a tomar a iniciativa de jogo com o Atlético de Setúbal a jogar em contenção, esperando pelo erro do adversário. Desta forma foram poucas as oportunidades de golo numa primeira parte jogada longe das balizas e que chegou ao intervalo com um empate a zero. Contudo, no início da segunda parte tudo se alterou após um contra ataque conduzido de forma exemplar por Tiago Rosa, que possibilitou ao capitão de equipa Márcio Gomes inaugurar o marcador. Este é o momento “abre-latas” da partida, já que daqui em diante o ataque às balizas foi uma constante, tal como as alterações no marcador. A partida fica decidida nos instantes finais, através da conversão de uma grande penalidade por parte de Ion Gori que fez o 3-2 final e possibilitou que à sua equipa a permanência junto ao topo da tabela. Nota final de destaque para este jogador que, não só pelo golo mas também pela importância para o CDR Bairro do Liceu no decorrer do jogo, que com um fino toque de bola pautou e decidiu os tempos jogo.

 

UD Palhota 4-3 Zuca Barber

Com inícios de campanha distintos nesta Série Setúbal, onde a UD Palhota se apresentava com um registo 100% vitorioso em contraste com a equipa Zuca Barber, alcançar a vitória era imperial tendo em conta os objetivos das equipas. Cedo se percebeu que este seria um jogo recheado de golos dado a dinâmica ofensiva de ambas as equipas com ataques rápidos e constantes às balizas. É no entanto, a UD Palhota que inaugura o marcador e dobra a vantagem num curto de espaço de tempo, com destaque para o segundo golo apontado por Rafael Morais, que com um potente remate de fora de área colocou em sentido a equipa adversária e empolgou os seus colegas de equipa. A etapa complementar da partida manteve os índices da primeira, onde apontar à baliza adversária era a nota dominante. Em desvantagem no marcador, a equipa Zuca Barber conseguiu inverter esta situação muito por mérito dos rasgos individuais de Moisés Furtado e Jonathan Filipe, que permitiram a Miguel Gonçalves apontar um bis e colocar indefinição quanto ao vencedor da partida. É num final de partida emocionante, onde com a baliza defendida de forma autoritária pelo defesa Miguel Baião, que a equipa da UD Palhota coloca um ponto final nesta indefinição e através de um contra-ataque coloca o resultado em 4-2 a meros instantes do final. Apesar de não baixar os braços a equipa Zuca Barber ainda reduziu a desvantagem para um golo de diferença, porém tarde pois o tempo de jogo esgotara-se, permitindo à UD Palhota a conquista de três preciosos pontos, mantendo o seu registo de três vitórias em igual número de jogos disputados.

 

Sadinos 6-4 Desportivo Sul United

Apresentando-se para esta partida na liderança da Série, a equipa dos Sadinos tinha apenas em mente a vitória como forma de manter esta posição, encontrando a oposição de um Desportivo Sul United apostado em alcançar os três pontos como forma de alterar a posição menos cómoda na tabela classificativa. Com um início de jogo prometedor, foi a equipa dos Sadinos a tomar a iniciativa do mesmo, traduzindo-se esta situação na inauguração do marcador com os devidos créditos a serem atribuídos a Tiago Mascarenhas pela excelente iniciativa. Motivada por esta situação a sua equipa dilatou o marcador e colocou-se numa situação favorável na partida. Contudo, o Desportivo Sul United liderado por Pedro Rafael, apresentava-se decidida em alterar o rumo do jogo conseguindo-o através da união e crença da sua equipa e não deitando a toalha ao chão conseguiu a aproximação no marcador, isto numa segunda parte muito bem conseguida. A oposição por parte dos Sadinos esteve bem presente e contando com uma organização defensiva de grande critério e a colaboração do bis de Luís Costa, os três pontos acabaram por sorrir a esta equipa que assim consegue o seu objectivo de manter a liderança da tabela classificativa.

 

Bridgestone PT 1-10 FC Colinho

Com o intuito de somar os primeiros pontos na tabela classificativa, apresentavam-se em campo Bridgestone PT e FC Colinho, duas equipas que até este momento não conheciam o sabor da vitória. Através de uma forte entrada na partida o FC Colinho cedo se colocou em vantagem, ampliando a mesma de forma rápida, onde apesar da vontade da Bridgestone PT em alterar esta situação, o controlo do meio campo por parte de Fábio Santos do FC Colinho esbarrou nas intenções da equipa que neste momento já se encontrava em desvantagem. Com um jogo jogado a um ritmo moderado, o FC Colinho chega ao intervalo com uma margem no marcador de seis golos. Na segunda metade da partida, surge o génio de Cláudio Futre que através da sua apurada técnica conseguiu, por diversas vezes, transportar a bola de área a área, sendo um autêntico quebra-cabeças para a defesa adversária, que através da sua união e organização defensiva conseguiu combater esta situação. Notas de destaque individuais para Ruben Lopes do FC Colinho, pelo poker assinado na partida e ainda para Nuno Branco da Bridgestone PT pela defesa decidida da baliza da sua equipa. Desta forma, a equipa do FC Colinho consegue obter a sua primeira vitória, que a poderá motivar de forma a entrar numa senda de vitórias e alcançar as desejadas primeiras posições da tabela classificativa.

 

Amora

Domingo, 22 de Outubro.

18h00    Playboy               0             vs           5             The Gunners

19h00    Amigos Imigrantes         0             vs           10           Youngs FC

20h00    RedDevils           2             vs           2             Promessas Esquecidas FC

21h00    Forty Five’s        5             vs           1             NEP

 

Barreiro

Domingo, 22 de Outubro.

20h00    Barreiro Stara Zagora     4             vs           2             Canarinhos F7

21h00    FasterFix             5             vs           4             Chape

22h00    Ba-yern               4             vs           1             F-Street

 

Pinhal Novo

Domingo, 22 de Outubro.

18h00    Bairro do Liceu  3             vs           2             Atlético de Setúbal

19h00    UD Palhota         4             vs           3             Zuca Barber

20h00    Sadinos                6             vs           4             Desportivo Sul United

21h00    Bridgestone PT 1             vs           10           FC Colinho

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.