Arranque da Taça com surpresas

No grupo A da Taça Minho, ocorreu um encontro entre duas equipas da 2ªLiga, com o Guardizela a vencer por 5-0 o Black Tigers FC, num jogo onde o equilibrio não ficou demonstrado pelo resultado. A vantagem do Guardizela começou a ser construida à passagem do minuto 5, através de João Mendes. O Black Tigers tentou reagir ao golo sofrido, mas o Guardizela mostrou-se sempre mais eficaz e antes do intervalo marcou mais dois golos. Os marcadores foram Gil Fernandes e Vitor Leiras. Na segunda parte o Black Tigers tentou de todas a formas encortar o resultado, mas o Guardizela esteve irreprencível e marcou mais dois golos, por intermédio de José Luís e João Ferreira. No outro jogo do grupo A, a Norcana conseguiu um resultado surpreendente ao empatar a um golo com o Lust Bar, equipa da divisão de Elite. O golo da Norcana foi apontado por Bruno Barbosa, já o do Lust Bar foi apontado por Eduardo Monteiro.

No grupo B, o Hendrix FC demonstrou todo o seu favoristimo, enquanto equipa primodivisionária,  e venceu o Rambóia FC por 8-1. O Hendrix FC entrou em campo com vontade de resolver o jogo cedo e à passagem do minuto 6 já vencia por 2-0 golos apontados por Paulo Alves. O jogo continuava de sentido único e ao minuto 14, Tiago Neto aumentou para 3-0. Paulo Alves que já tinha  marcado dois golos, não quis ficar por aqui e até ao intervalo marcou mais três, fixando o resultado em 6-0. Na segunda parte o Hendrix FC controulou o jogo, mas sempre à espreita do erro do Rambóia FC para aumentar a vantagem. Esse momento chegou à passagem do minuto 33, por intermédio do inevitável Paulo Alves, que fechou a sua conta pessoal em seis golos. Já perto do fim o Hendrix FC chegou ao oitavo golo por Vitor Leita e o Rambóia FC marcou o seu golo de honra por Miguel Pacheco, já nos últimos instantes da partida. A outra partida do grupo opôs o Dream Team FC ao Praça Restauração FC, sendo que o jogo terminou com uma igualdade a três golos. O Praça Restauração entrou melhor no jogo e conseguiu ganhar uma vantagem de três golos, com os golos a serem marcados por Rafael Magalhães e por Lino Martins. O Dream Team FC não se deu por vencido e conseguiu empatar o jogo, com o autor dos três golos a ser Miguel Moreira.

No grupo C a grande surpresa da ronda inicial da Taça, com o ADC Lamas a vencer o Barcafute por 2-1. O Barcafute até saiu na frente do marcador à passagem do minuto 22 por Marco Fernandes. O resultado chegou ao intervalo em 0-1. Na segunda parte o Barcafute desacelarou e o ADC Lamas cresceu no jogo, chegando ao empate no minuto 40, golo apontado por Pedro Moreira, na conversão de uma grande penalidade. O golo da vitória do ADC Lamas surgiu 3 minutos depois na sequência de um livre direto, onde a bola andou dentro da área, até que Victor Moreira a empurrou para dentro da baliza.

No grupo D, o ARCOV venceu de forma clara o Turnlabel Foot 7 por 7-2, mas o resultado não expressa a dificuldade da equipa primodivisionária na partida. O ARCOV entrou forte na partida e ao minuto 5 João Bento marcou o primeiro golo da partida. O Turnlabel Foot 7 não se deixou ir a baixo e chegou à igualdade por Pedro Dias ao minuto 7. O ARCOV voltou a assumir o comando da partida e ao minuto 15 Marcelo Gonçalves fez o 2-1. O Turnabel Foot 7 partiu de novo em busca da igualdade e consegui-a já perto do intervalo, por intermédio de Michel Marques. O 2-2 ao intervalo causava surpresa, mas o Turnlable mostrava o porquê de ser líder da segunda liga. Na segunda parte, a experiência do ARCOV veio ao de cima, juntamente com a queda da capacidade física do Turnlabel Foot 7. Ao minuto 36, Marcelo Gonçalves colocou o resultado em 3-2, e desbloqueou o jogo para o ARCOV. Nos últimos minutos, o resultado avolumou-se para 7-2 com João Bento a marcar mais três golos, fechando o seu póker.

 

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.